Cupinzeiros Luminosos

Larvas de vagalume acendem os cupinzeiros do Parque das Emas.

Cupinzeiro iluminado por larvas de vagalume no Parque das EmasNo meio do Cerrado preservado do Parque Nacional das Emas, em Goiás, a escuridão absoluta das noites nos campos é quebrada quando chega a época das chuvas. Nesse período, que se inicia por volta de setembro, é possível observar um fenômeno cada vez mais raro: oscupinzeiros luminosos.

Isso acontece porque as larvas de vagalumes da espécie Pyrearinus termitilluminans ocupam os cupinzeiros para depositar seus ovos. Essas larvas, que se parecem com lagartas, cavam túneis na superfície da morada dos cupins, tomando o cuidado de deixar “janelas” voltadas para fora. À noite, elas se debruçam para fora dessas fendas, exibindo sua cabeça e tórax brilhantes para atrair e caçar insetos voadores.

De acordo com Vadim Viviani, líder do grupo Bioluminescência e Biofotônica na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) de Sorocaba, aparentemente esta relação é benéfica “tanto para os vagalumes, que têm uma casa garantida e uma forma de atrair presas abundantes nas proximidades do cupinzeiro, quanto para os cupins, que são facilmente atraídos na região do cupinzeiro”.

Vagalumes e poluição

Infelizmente, os cupinzeiros têm se iluminado cada vez menos no Cerrado. De acordo com Viviani, anteriormente grande parte das regiões próximas a Mineiros (GO) e Costa Rica (MS) era infestada por cupinzeiros colonizados por vagalumes. Hoje, esse fenômeno existe somente no Parque das Emas, que virou “uma ilha, isolada no meio de campos de soja”, segundo ele. Nos seus entornos não existem nem resquícios de cupinzeiros.

O pesquisador acredita que, no caso do Cerrados, a presença de grandes plantações de soja seja o principal responsável pela quase extinção dos cupinzeiros luminosos e por uma diminuição sensível das populações dos vagalumes, em geral.

O cultivo da soja destrói os habitats originais de cerrado de forma muito mais intensa do que as antigas pastagens, em meio às quais os vagalumes ainda conseguiam sobreviver. O uso de pesticidas e o aumento da iluminação artificial nos centros urbanos também são responsáveis pelo fato de existirem cada vez menos vagalumes.

Luciferase e Luciferina

A redução das populações de vagalumes não traz prejuízos apenas à biodiversidade, mas também à ciência e à medicina. Isso porque os vagalumes produzem naturalmente os compostos luciferase e luciferina, que são os responsáveis por seu brilho. Esses dois compostos podem ser retirados dos vagalumes em laboratório, de forma separada, e quando entram em contato um com o outro, eles permitem iluminar células e organismos vivos.

brilho é produzido por meio de uma reação química, na qual o substrato luciferina sofre oxidação quando entra em contato com a enzima luciferase. A reação de oxidação gera uma luz verde fluorescente. Não é difícil de imaginar como esse mecanismo natural beneficia vários campos do conhecimento, desde que começou a ser estudado, há mais de 50 anos.

Hoje, os compostos luciferase e luciferina são usados para fins médicos e industriais, como na medição de biomassa — ou seja, da massa total de organismos vivos em determinada área –, na identificação de contaminações e em diagnósticos médicos.

Quando a ciência conseguiu clonar o gene da luciferase de vagalumes, várias outras aplicações apareceram, nos campos da engenharia genética e biotecnologia, o que ajudou no desenvolvimento de antibióticos, quimioterápicos, marcadores ambientais, entre muitas outras utilidades. Hoje, a equipe do Professor Viviani trabalha na clonagem das luciferases da lanterna abdominal e torácica do vagalume adulto. Até então eles só haviam clonado as luciferases das larvas.

Artigo de Luciana Noronha é jornalista, formada pela Unesp-Bauru. Atualmente está concluindo sua Especialização em Divulgação Científica pelo Labjor-Unicamp.

Tags:, , , , , , ,

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu Virtual de Ciência e Tecnologia – Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: