Rato-candango (Juscelinomys candango)

o-rato-do-presidente-3

Preciosidade: uma rara imagem de um rato-candango vivo, tirada quando a espécie foi descoberta (foto: João Moojen).

Recebeu este nome em homenagem ao idealizador da nova capital do Brasil.

 Classe: Mammalia

Ordem: Rodentia

Família: Muridae

Nome científico: Juscelinomys candango

Nome vulgar: Rato-candango

Categoria: Baixo risco

Características: Recebeu este nome em homenagem ao idealizador da nova capital do Brasil. Oito exemplares desse gênero monotípico só foram coletados uma única vez, em área pertencente à Fundação Zoobotânica do Distrito Federal. A espécie foi incluída na Lista de Espécies Ameaçadas da Fauna Brasileira devido ao fato de não existirem registros adicionais para qualquer outra região do Cerrado. Além disso, a área onde os exemplares foram obtidos se encontra severamente alterada pelo processo de urbanização de Brasília. A espécie pode ser facilmente diferenciada daquelas pertencentes ao gênero Oxymycterus pela cauda bastante grossa e densamente revestida de pêlos. Espécie de hábitos fossoriais, escavando ninhos subterrâneos nos quais acomoda matéria vegetal fina e gramícias. A localização dos ninhos pode ser revelada pelas trilhas de acesso recobertas com terra compactada proveniente das escavações. Possivelmente, possui semelhanças ecológicas com espécies do gênero Oxymycterus, com o qual apresenta também afinidades taxonômicas. A análise do conteúdo estomacal dos espécimes coletados revelou a presença de material fibroso de origem vegetal e formigas.

Comprimento: Em média, machos adultos medem 140mm da cabeça à base da cauda. A cauda é menor que o comprimento da cabeça e corpo, possuindo, em média, 96mm.

Ocorrência Geográfica: Só existem registros da espécie para a localidade onde os tipos foram coletados em 1960. A região de Brasília é central para o bioma do Cerrado, sendo que o local de coleta (altitude de 1.030m) pode ser caracterizado como campo ralo (campo cerrado, na terminologia utilizada por Moojen), revestido de gramíneas.

Categoria/Critério: Classificada pela IUCN na categoria Baixo Risco.

Cientista que descreveu: Moojen, 1965

Observações adicionais: Distribuição aparentemente restrita ao Distrito Federal. Diversas tentativas de localização de novas populações na região, incluindo os esforços de Cléber Alho e Philip Hershkovitz, não foram bem sucedidas. Devido ao intenso processo de urbanização de Brasília, com conseqüente alteração do hábitat, alguns especialistas sugerem que, já passados 30 anos sem registros adicionais, a espécie deva ser considerada extinta. A UICN adota o prazo de 50 anos como critério para se reconhecer que uma espécie foi extinta.

Fonte: MMA/SINIMA

 

Tags:,

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu do Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: