Serra do Cipó é reaberto ao público

 

O Parque Nacional da Serra do Cipó (MG) foi reaberto ao público nesta sexta-feira (31), após ficar 18 dias fechado devido a um incêndio que destruiu 15 mil hectares da Unidade de Conservação (UC).

Cachoeira da farofa – serra do Cipó

Para receber novamente os turistas, os servidores do Parque fizeram a desmobilização das equipes que combateram as queimadas e avaliaram os danos causados à biodiversidade do local.

“Ao todo, 20% da vegetação do Parque foi destruída, mas os turistas podem aproveitar trilhas, cachoeiras e conhecer as nossas duas principais atrações, o Cânion da Banderinha e a Cachoeira da Farofa, que não foram afetados”, explicou Flavio Lucio Braga Cerezo, chefe da UC.

 

Fogo na Serra do Cipó.

O incêndio começou no dia 10 de outubro nas proximidades do entroncamento do Morro do Pilar (rodovia MG-010), se alastrou pela região e adentrou o Parque três dias depois.

Ao todo, foram consumidos pelas chamas cerca de 7,5 mil hectares do Parque Nacional da Serra do Cipó e outros 7,3 mil hectares na Área de Proteção Ambiental (APA) Morro da Pedreira, que fica no entorno do Parque.

Durante dez dias, 86 brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Ibama contaram com apoio de 25 bombeiros civis e 30 voluntários para conter o incêndio. Na noite do dia 20 de outubro o fogo já estava sob controle e a forte chuva que caiu na região extinguiu o que sobrou das chamas.

Parque Nacional da Serra do Cipó

Criado em 1984, o Parque Nacional da Serra do Cipó (MG) abrange os municípios de Jaboticatubas, Santana do Riacho, Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro, com uma área total de 33.800 hectares.

A unidade protege diversas espécies da flora e da fauna brasileiras ameaçadas de extinção, constituindo um ambiente singular que há décadas encanta viajantes, turistas e moradores.

Com altitudes que variam entre 700 e 1.670 metros, a Serra do Cipó localiza-se na porção sul da Serra do Espinhaço, importante divisor de duas grandes bacias hidrográficas brasileiras: a do São Francisco e a do Rio Doce.

A topografia acidentada e a grande quantidade de nascentes formam diversos rios, cachoeiras, cânions e cavernas de exuberante beleza. A diversidade natural do Parque fica evidente em sua flora – uma das mais variadas do planeta, com mais de 1.700 espécies registradas – e riquíssima fauna, com destaque para os insetos, anfíbios, pássaros, mamíferos e répteis.

Fonte:
Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

Tags:, , ,

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu do Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: