Altos do cerrado que é um paraiso

LUGARES INTERESSSANTES NO CERRADO BRASILEIRO
Localizada a 2 horas e meia ao norte de Brasília, a Chapada dos Veadeiros abriga rios cristalinos, cachoeiras de mais de 100 metros, trilhas e paredões de pedra rompendo pelo Cerrado de três localidades: Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante e a vila de São Jorge, onde está a entrada para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, declarado Patrimônio Mundial pela Unesco em 2001.
Essa foto de Alto Paraíso de Goiás é cortesia do TripAdvisor
Para chegar às atrações, visitantes precisam estar dispostos a caminhar: as trilhas têm trechos íngremes e pedregosos (em algumas delas é necessária a presença de guia). Como recompensa pelo esforço, quase todos os percursos terminam em poços limpos, na base de quedas-d’água ou no meio de formações rochosas.
Em Alto do Paraíso, ecoturistas enchem a cidade sobretudo em julho, em busca das trilhas que levam a incontáveis cachoeiras. Mas o lugar também atrai outro perfil de visitante: os interessados em assuntos místicos. A presença de minas de cristais nas redondezas e o fato de que a região está na mesma latitude de Machu Picchu (as duas são atravessadas pelo Paralelo 14) ajudam a convencer muita gente de que Alto Paraíso tem uma energia especial.

Cataratas dos Couros: Paraíso tem nome e sobrenome! Foto: Francine

Cataratas dos Couros: Paraíso tem nome e sobrenome!
Foto: Francine


Distrito de Alto Paraíso, São Jorge é uma pequena vila de casas coloridas e ruas de terra. O ponto positivo do local é a facilidade de acesso ao Parque Nacional: a entrada fica em São Jorge. Quem fica emCavalcante, cidade que contém mais da metade da Chapada dos Veadeiros, se diverte com atrações escondidas em propriedades particulares das cercanias.
Vila de São Jorge
Chapada dos Veadeiros
Andar pelo cerrado é um dos maiores e mais completos prazeres do homem em sua relação com o meio ambiente. O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é uma Unidade de Conservação com belíssimas cachoeiras, canyons, minas de cristal, riquíssima flora e fauna. Para desfrutar dos encantos deste lugar mágico, que fica a 240 Km de Brasília, o bom mesmo é hospedar-se na Vila de São Jorge, terra de gente simples, antigos homens do campo, garimpeiros do cristal. Eles sabem como receber os turistas que se maravilham com as belezas do Parque e o encanto da Região que atrai até ET’s dizem os aficionados.
A Vila de São Jorge, Chapada dos Veadeiros oferece aos visitantes um clima de RoçaZen, de preservação das origens, da natureza e dos laços humanos para o 3º Milênio. Como disse o Maestro Jobim: É promessa de vida no teu coração. É um espaço privilegiado, com seus passeios ao Vale da Lua, Águas Quentes, Morada do Sol, Raizama, Encontro das Águas, Janela Parque Nacional, entre outros, e as conversas ribeiras com os antigos garimpeiros e pessoas – muito gente que freqüentam a República.
Vila mais próxima dos passeios ecológicos
Localizada na entrada do Parque Nacional surpreende os visitantes por sua magia de Vila interiorana com cultura de garimpo anterior à década de ’50. As construções são simples, contrastando com a exuberante beleza natural do parque que pode ser visitado a pé. A ausência de neons e poluição torna o céu de estrelas e a Lua de São Jorge ao alcance da mão e da poesia.
Os turistas mal conseguem imaginar que a Vila, hoje com cerca de 250 habitantes, já abrigou mais de 3.000 almas vindas do nordeste e Goiás sonhando com tempos melhores no garimpo do cristal. A marca dos tempos áureos deixou seu registro. Um dos pontos visitados pelo turista é a Cachoeira da Rodoviária que tem este nome porque de lá saiam os ônibus levando e trazendo os garimpeiros. Os moradores recebem bem os turistas e gostam de contar suas estórias do garimpo.
Para alguns turistas entusiastas, a Vila é a Old Búzios do Cerrado porque nela circulam artistas, hippies, intelectuais, buscadores do caminho, novos pobres, emergentes, lindos, feios, mais ou menos famosos ou ainda não famosos, mas sobretudo gente interessante.
Uma das surpresas que São Jorge oferece são os desenhos primitivos do artista nativo Moacir, que segundo os entendidos podem ser considerados expressões do inconsciente e do surrealismo.
Uma outra atração é poder comprar dos próprios garimpeiros cristais brutos, a preços acessíveis. A vila próxima ao Distrito Federal (220 Km), possui posto de saúde, duas igrejas, Centro Comunitário, quadra polivalente, escola de 1º grau, diversos bares típicos do interior, campings, pousadas, dormitórios, pizzarias, restaurantes de comida caseira.
Alto Paraíso
Cidade mais próxima da Vila de São Jorge (33 km – estrada de terra antes de São Jorge) é também a sede do município, situado no paralelo 14: rota dos peregrinos da Era de Aquários onde fica o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Lugar onde primeiro se estabeleceram algumas seitas e entidades voltadas para o misticismo e filosofia da Nova Era. Possui uma infra-estrutura suficiente para uma hospedagem agradável. Algumas fazendas na região possuem cachoeiras lindas e de fácil acesso. É o caso do Vilarejo do Moinho localizado a 10 Km da cidade, e da Cachoeira dos Arcanjos.
Pernas pra que te quero – hora de calçar um tênis velho, colocar boné e roupas folgadas. Geralmente os turistas vão para um passeio por volta das 8h30, passam o dia na Cachoeira escolhida, comem o Kit lanche que levaram e retornam à tarde para almoçar aquela comida.
O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, com seus portões de entrada localizados na Vila de São Jorge, ganhou fama pela beleza de suas cachoeiras, canyons, e a biodiversidade do cerrado com sua riquíssima flora e fauna. Uma das mais antigas formações geológicas do mundo, com cerca de 1,6 bilhões de ano, ponto mais alto do Planalto Central, é anterior à floresta Amazônica e à Mata Atlântica. Seu cerrado surpreende pela variedade de flores, como canelas de ema, bromélias, orquídeas, sempre vivas e flores que resistem aos incêndios, florescendo logo após as queimadas.
Pode-se curtir a revoada de papagaios, araras e tucanos, ouvir o pica-pau e ver o gavião carcará que pega, mata e come pequenos animais silvestres. Nas caminhadas ainda se vê lobos guarás, raposas e, com sorte, veados campeiros que já foram numerosos na região. Antas, onças e tamanduás são vistos mais raramente.
O cristal de quartzo é a marca registrada da região e encanta a todos exercendo especial atração sobre os esotéricos. O que brilha no chão são lascas do Cristal Manhoso…
Controlado pelo Ibama o Parque permite visitas acompanhadas por guias autorizados e treinados. Não é permitida a entrada de animais de estimação. O valor da taxa de visita é R$ 3,00 por pessoa/dia. Os guias cobram em média R$ 6,00 por pessoa.
Cachoeira do Rio Preto – Salto de 80 metros – caminhada de aproximadamente 50 minutos (6Km) pelo cerrado para nadar num lago localizado na base da cachoeira. Na volta, a subida exige um esforço maior.Cachoeira do Rio Preto – salto de 120 metros – pode ser contemplado a partir de um mirante.
Canyon 2 e Cariocas – Caminhada leve de aproximadamente 45 minutos, atravessando alguns riachos durante a qual chama a atenção a beleza das flores do cerrado. O Canyon 2 é um estreitamento do Rio Preto que forma uma cachoeira belíssima. Depois é dar uma esticada até a Cachoeira das Cariocas onde é possível nadar, curtir duchas variadas e hidromassagem naturais.
Canyon 1 – Trajeto partindo do Canyon 2 por dentro do rio que forma belíssimas piscinas nos meses de maio a outubro. Um espetáculo magnífico de cima do Canyon. Rio acima, belos paredões de pedra. Tempo previsto de ida: 1h30 fora as paradas para banho. Passeio inesquecível.
Cachoeira da Rodoviária – Riacho temporâneo pequeno. Acesso livre. Caminhada curta.
Mirante dos Dois Saltos – Roteiro difícil compensado pela magnífica visão das duas cachoeiras do Rio Preto.
Passeios fora do Parque – Vila de São Jorge
Roteiro a partir de Alto Paraíso até o município de Colinas.
Cachoeiras Almécegas – Bonitas, sendo a Almécegas 2 melhor para banho . Caminhada média. Fazenda São Bento.
Cachoeira São Bento – Lindo poço onde são realizados campeonatos de polo aquático.
Cachoeira do Mello – Local bonito e bom para banho. Possibilidade de visita a confirmar.
Jardins de Maitréia – Belíssimo visual de frondosos buritis, avistado do lado direito da estrada principal, sentido Alto Paraíso – São Jorge.
Serra da Baleia – Caminhada longa até o topo. Ponto de observação privilegiado (até de Ovnis, dizem os aficionados).
Bar do Valdomiro – Casa de sapê na beira da estrada. Boa comida caseira e tira gosto. Venda de produtos da região.
Vale da Lua – Acesso pela estrada principal (6 km) antes de chegar à Vila de São Jorge. Diferente dos demais passeios, possui formações rochosas inusitadas, cintilantes em noites de lua cheia. Rio bom para nadar e mergulhar. Caminhada de 20 minutos.
São Jorge – Riacho temporâneo que abastecia São Jorge nos tempos do Cristal. Fica logo depois da Pousada Águas de Março.
Abismo – Cachoeiras grandes e pequenas com picinas de hidromassagem. Linda caminhada de aproximadamente 40 min a partir do discoporto com vista panorâmica da Estrada de Colinas.
Raizama – Também chamado de Espaço Infinito. Caminhadas de 15 minutos, possui bonitas cachoeiras. Oferece também desafios para prática de rapel em seus paredões. Distante 3,5 kmde São Jorge pela estrada principal.
Morada do Sol – Cerca de 4 km de São Jorge. Cachoeiras próprias para adultos e crianças. Acesso fácil; caminhada de 10 minutos.
Piquizeiro – Cachoeira de fundo de quintal, onde macacos bebem água. Acesso mediante taxa ou autorização dos proprietários.
Pedra Escrita – Riacho e inscrições pré-históricas ainda indecifradas nas pedras à 11Km de São Jorge.
Encontro das Águas – encontro do Rio São Miguel com o Rio Tocantizinho. Duas experiências de contato com a natureza. Legal é subir pelas margens e descer nadando apreciando as pedreiras.
Jardim do Éden – propriedade particular com banho de água morna.
Aguas Quentes – Dois poços de águas mornas. O lugar é bonito e pode ser visitado também à noite, embora não possua iluminação. Dista 16 Kmde São Jorge.
Riacho de Colinas – Muito freqüentado pelos moradores do Município. Cachoeiras pequenas agradáveis. Fica a 33 km de São Jorge.
Serra da Mesa – lago bom para pesca. Em Colinas é possível alugar barcos que levam o turista para pescar.

Tags:, , , ,

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu do Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: