Cerrado que cura

Anemia, fraqueza sexual, cólicas, prisão de ventre, vermes, inflamações no estômago, no intestino, dor de garganta, de cabeça, micose, fadiga? No Cerrado tem suco, chá, infusão, pomada, óleo e farinha para quase tudo. Até para picada de cobra e escorpião! São muitos os segredos da vegetação no coração do país. Esses conhecimentos são passados de família para família, de benzedeira para benzedeira, entre comunidades indígenas, de quebradeiras de coco, em conversas no campo.

pé de perdiz

Pé de Perdiz “Croton Perdicipes”   foto Articulação Pacari      

Nosso patrimônio natural genético, as propriedades medicinais das plantas, são raramente usadas pela medicina tradicional. “Infelizmente, esse conhecimento é desqualificado como romântico e sem valor, deixando de ser investigado seriamente pelas universidades”, comenta o zootecnista paulista Luís Carrazza, secretário executivo da Central do Cerrado/Rede Cerrado.Organizaram o livro “Farmacopéia Popular do Cerrado“, foi reconhecido pelo Departamento do Patrimônio Genético Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente como iniciativa de implementação dos objetivos de preservação e conservação.

algodaozinho

Algodãozinho                          “Cochlospermum regium”      (Foto: Articulação Pacari)

O livro, que ganhou o prêmio do PNUD durante a Cúpula dos Povos na Rio+20, traz indicações de raízes, cascas, resinas, óleos, folhas, argilas e água, além de dietas e banhos para tratamento de saúde e cosmético.

Inicialmente, elas levantaram 560 espécies medicinais que são utilizadas atualmente pelas comunidades locais. “Como a gente precisava fazer um registro com profundidade, pedimos para cada comunidade eleger as plantas que eram mais utilizadas e prioritárias”. A região do norte de Minas e Vale do Jequitinhonha selecionou três espécies, no Cerrado de Goiás, Tocantins e Maranhão, outras seis espécies foram selecionadas, duas por área. Com essas nove plantas, comunidades locais podem fazer uma “farmacinha caseira”. Conheça um pouco sobre os poderes delas:

Confira abaixo as nove espécies detalhadas no livro divulgado pelo Ministério do Meio Ambiente e que levou prêmio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/PNUD. Para saber como usar, consulte o livro disponível para download no site do Ministério.

ALGODÃOZINHO : Coceiras, manchas na pele, inflamações de útero e ovário, menstruação desregulada, reumatismo, gastrite, inchaço das pernas ou como depurativo do sangue. O polvilho é usado como antiinflamatório.                                                                               BARBATIMÃO : Cicatrizante de feridas da pele, gastrite, úlcera, infecção no útero, corrimento vaginal, coceira e sangramento proveniente de extração de dente. Não é indicado para mulheres grávidas e crianças.                                                                                   BATATA DE PURGA : Purgante, má digestão, vermes, anemia, gripe, inflamações, alergia, má digestão, coceira, impetigo, ferida que dá na pele das crianças. Também, para abrir o apetite, para tratar coceira, pereba no corpo, conjuntivite, dor na uretra e cólica menstrual. BURITI : Cicatrizante, antiinflamatório, ferimentos novos ou velhos, inclusive úlcera varicosa, hematomas,  queimaduras de pele, furúnculos, frieiras, coceiras e picada de insetos. Também é usado como protetor solar, hidratante e repelente de insetos.                     IPÊ ROXO) : Inflamações, útero, próstata, infecção dos rins, problemas de pele, doenças do coração, derrame, pressão alta, prisão de ventre, inflamação do fígado e como cicatrizante de ferimentos.                                                                                                                                       PACARI : Cicatrizante de feridas da pele e para o tratamento de gastrite ou úlcera no estômago. Não é indicado para mulheres grávidas e crianças.                                                                   PÉ DE PERDIZ : Antiinflamatório, depurativo do sangue, para tratar infecções, reumatismo, infecção do útero e ovário, estimular gravidez, regular menstruação e limpar o útero, após o parto. Para o homem, é usada para inflamação da próstata.                               RUFÃO : Anemia, fraqueza sexual, inflamações no estômago e intestino, gripe. O óleo do rufão é usado em massagens locais para cólicas intestinais, dores nas articulações, reumatismo e em partes do corpo que perderam o movimento em decorrência de um derrame.                                                                                                                                               VELAME : Má circulação do sangue, massagear os membros que ficaram sem movimento, reumatismo,  dor nas juntas, prevenção da epilepsia, febre, gripe, pneumonia, asma, falta de ar, tosse, constipação, purgante e vermífugo.

Trecho do livro Farmacopéia Popular do Cerrado

 

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu Virtual de Ciência e Tecnologia – Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: