Cerrado ajuda pessoas com vitiligo

A mamacadela é hoje a planta mais utilizada contra o vitiligo, e é receitada por quase todos os profissionais de saúde, tanto alopatas, quanto homeopatas e terapêutas em geral devido a sua grande eficácia no tratamento.

Mamacadela

foto arquivo Cerradania

Conhecida porpulamente por mamica-de-cadela, marjejum ou algodãozinho, a mamacadela é uma planta medicinal típica do cerrado brasileiro utilizada principalmente no tratamento de doenças da pele devido as propriedades medicinais que ela possui. O princípio ativo encontrado na planta é uma furocumarina, o “bergapteno”, presente nas raízes, cascas e frutos verdes. Também pode ser usada para o tratamento de outras doenças que causam despigmentação. Além disso, ela também pode ser usada para úlceras gástricas, resfriado, bronquite e má circulação. É bom salientar que nem todas essas propriedades foram investigadas por pesquisas científicas, mas no caso do vitiligo, muitos pacientes relataram bons resultados com o consumo da planta, combinado a outras formas de tratamento.

Pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) buscou no cerrado a planta mama-cadela para formular um novo medicamento que promove a repigmentação da pele, pois o vitiligo não tem cura.

O produto, desenvolvido tanto para uso oral quanto para uso tópico, como gel e creme, está na fase final de elaboração, mas ainda não foi testado em humanos. Iniciada há cinco anos, a pesquisa tem o objetivo de validar cientificamente a utilização caseira da mama-cadela e evitar seu uso indiscriminado. Pacientes confessam que, para combater o avanço do vitiligo, já fizeram receitas caseiras com mama-cadela por recomendação de conhecidos.  Outros medicamentos à venda no mercado usam extratos similares ao da mama-cadela, mas são resultantes de síntese química. De acordo com o professor, a diferença é que a nova formulação tem origem natural, à base de extratos retirados da entrecasca da raiz do vegetal.

Além de desenvolver o medicamento, os pesquisadores também se preocupam com a viabilidade agronômica, pois é um trabalho “multidisciplinar”. “O cerrado está sendo destruído de forma indiscriminada e a mama-cadela é uma planta silvestre. Temos que fazer a domesticação com o manejo agronômico para não causar prejuízo ao bioma, explorar o cerrado de forma racional, não destrutiva”, ressaltou Edemilson.

Atualmente, seis pessoas participam da pesquisa farmacêutica da UFG, financiada pelo governo federal. Entre elas está a mestranda Mariana Cristina de Moraes, que também possui vitiligo. “Quando vim fazer o mestrado fui encaminhada para esta pesquisa. Eles não sabiam que eu tinha a doença. É muito gratificante. Trabalho de corpo e alma. Além do título de mestre, tenho a motivação maior de tentar aumentar a qualidade de vida de outros pacientes”, ressalta a farmacêutica.

Síntese da planta

nome científico: “Brosimum guadichaudii”

Descrição : Planta da família das Moraceae, também conhecida como mamica-de-cadela, boloteiro, faveira, pão-de-arara, algodão-doce, algodãozinho, amoreira do mato, conduri, conouru, inhare, ipê-do-sertão, irerê, mama-cachorra, mama-de-cachorro, mururerana, pão de arara.

Parte utilizada: casca das raízes, frutos, folhas.

Princípios Ativos: bergapteno, furanocumarinas, psoraleno.

Propriedades medicinais: Antigripal, antioxidante, cicatrizante, depurativa, estomáquica.

Indicações: bronquites, discromia, gripes, má circulação do sangue, pele despigmentadas pelo vitiligo ou por outras manchas, úlcera gástrica, resfriados.

Modo de usar:

– Decocção ou infusão da casca das raízes e folhas em banhos diários nas regiões da pele despigmentadas pelo vitiligo ou por outras manchas; pode-se associá-la ao cipó-de-são-joão. Usar dia sim, dia não. Evitar sol excessivo nos dias das aplicações;

– Decocção ou maceração no vinho seco dos ramos com as folhas: depurativa, má circulação do sangue.

Read more: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/mama-cadela.html#.V4OXP7grLIU#ixzz4E6X7ip4U

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu do Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: