Gastronomia do futuro pelo cerrado

A gastronomia está se tornando a mais nova fronteira de conservação do Cerrado brasileiro. De boca em boca, a notícia de que o bioma é um manancial de frutos, castanhas e polpas deliciosos chega a mercados importantes do Brasil e do exterior. Além de comprovadamente eficientes para a saúde, as iguarias do Cerrado podem ser adquiridas em comunidades tradicionais, extrativistas, indígenas e de pequenos agricultores.

veredas do vão 1

Veredas no cerrado mineiro com buritizal   

Ao comprar dessas comunidades, os consumidores ajudam a manter as famílias no campo produzindo alimentos que não agridem o corpo e nem o meio ambiente. De quebra, colaboram para preservar tradições culinárias, memórias culturais e a biodiversidade.

Receitas com produtos nativos são a última moda em restaurantes descolados adeptos da culinária sustentável. Além de emprestar sabor, cor e charme aos pratos, os produtos do Cerrado também podem entrar no cardápio das crianças nas escolas.

Espalhado pelos estados de Goias, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, parte de Minas Gerais, Bahia e Distrito Federal, o Cerrado tem cerca de 2 milhões de quilômetros quadrados. Segundo bioma mais ameaçado no Brasil, o Cerrado é um hotspot, ou seja, significa que a região possui altíssima diversidade de animais e plantas, muita delas endêmicas. À medida que as pesquisas avançam, o Cerrado revela novas espécies de animais e plantas.

Desde que o Brasil adotou a política de interiorização do desenvolvimento a partir da década de 1950, o Cerrado já perdeu mais da metade de sua cobertura vegetal.

Um dado importante é que com a valorização dos frutos do cerrado, os povos tradicionais do cerrado- cerratenses, poderiam beneficiar-se com a atividade, que permitiria a conservação das árvores produtoras destes frutos e não o seu abate, para dar origem a áreas de plantio de monoculturas. Outra visão das possibilidades permitiria a pequenos produtores uma alternativa de renda em suas propriedades através da venda desses produtos e com isso a preservação ambiental das árvores frutíferas que não serão mais arrancadas de seu habitat.

A desconhecida culinária do cerrado exige disposição e nenhum preconceito. Quem se arrisca, não se arrepende. Na área do cerrado,área que ocupa o Brasil central (Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul, a região sul de Mato Grosso, o oeste e o norte de Minas Gerais, o oeste da Bahia e o Distrito Federal), a impressão é de que o estranhamento dos leigos sobre as frutas locais é ainda maior.

Quem já ouviu falar de pequi, sabe alguma coisa além de que, se mordido errado, ele é capaz de fazer um tapete de espinhos da sua língua à garganta? Pois é. O licor de pequi já é exportado para o Japão. A amêndoa do baru é objeto de desejo na Alemanha.

Hoje, há no Brasil correntes gastronômicas que visam a preservação deste ecossistema, priorizando a sua exploração sustentável, agredindo o mínimo possível a fauna e a flora.

O movimento Slow Food, por exemplo, é um deles. O princípio básico do movimento é o direito ao prazer da alimentação, utilizando produtos artesanais de qualidade especial, produzidos de forma que respeite tanto o meio ambiente quanto as pessoas responsáveis pela produção, os produtores.

No cerrado é possível encontrar os mais diversos produtos da terra, tais como: Pequi, murici, araticum, buriti, jatobá, baru, mangaba, gueroba e muitos outros.

Não se é possível compreender toda a sua e importante situação sem pesquisar e conquistar tanto as regiões que abrigam o Cerrado. Contudo, deve-se passar a ouvir os ribeirinhos e saber qual é o seu papel para a preservação deste ecossistema.

trecho do livro: alumeia e óia pros encantamentos dos cerratenses

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu Virtual de Ciência e Tecnologia - Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Maravilhas do Cerrado

"O uso da fotografia e cultura digital para fomento da educação ambiental"

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: