Perfume no cerrado

O pau-papel (Tibouchina papyrus), também conhecido como árvore-do-papel, é uma planta arbustiva endêmica do cerrado brasileiro.  Caracteriza-se pela textura de seu tronco, escamado em finas lâminas que se assemelham a papel de seda.

pau-papel-1

Por sua aparência peculiar, essa espécie da família Melastomataceae apresenta grande potencial de utilização ornamental. É considerada, por lei (Lei Estadual nº 7.610, de 30/11/1972), a planta símbolo do estado de Goiás.

Sua ocorrência natural é restrita, limitando-se a determinadas regiões do cerrado.

O pau-papel é uma espécie cuja distribuição é muito restrita, só podendo ser encontrada em alguns campos rupestres do cerrado. Ela é endêmica na Serra Dourada e na Serra dos Pireneus, ambas em Goiás, e também no município tocantinense de Natividade. Esta espécie também foi registrada na Serra do Roncador, em Nova Xavantina (Mato Grosso).

É um espetáculo ver o dia amanhecer do alto da Serra Dourada, em Goiás, que virou área de proteção ambiental. Um santuário do Cerrado brasileiro e terra de plantas exóticas.

O Cerrado reserva surpresas, como a árvore de papel. Parece de mentira, mas é de verdade e ela dá essa impressão de ser de papel por causa do que acontece nos galhos e no tronco. Com o passar dos dias, a casca sai e parece papel seda. O “pau-papel” chega a atingir três metros de altura e é planta símbolo de Goiás.

No alto da serra, um caminho coberto de areia branca e bem fina lembra muito aqueles acessos para praias. Mas a região está a mais de mil quilômetros do mar. Então de onde vem essa areia toda? Vem de paredões. Venta forte lá. O vento bate e leva de forma fácil a areia.

É neste lugar de ambientes diferentes que pesquisadores da Embrapa têm uma difícil tarefa. Eles querem encontrar a fórmula ideal para um perfume do Cerrado.

O estudo está passando por várias reservas de Cerrado. A Serra Dourada, perto da cidade de Goiás, é uma delas. É muito material para os pesquisadores. Afinal, são mais de 11 mil espécies de plantas. Uma imensidão para ser explorada.

No laboratório montado na reserva são extraídos os óleos das plantas. No óleo pode estar a fragrância que os perfumistas tanto buscam.

A boa notícia é que cinco plantas já foram selecionadas por um perfumista. Que plantas seriam essas? A resposta está guardada a sete chaves porque a pesquisa ainda não acabou.

Os pesquisadores avaliam que o Cerrado tem condições de repetir o que já acontece na Amazônia, grande fornecedora de plantas para indústria da beleza.

 

Baseado na reportagem do http://g1.globo.com/globo-reporter

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu do Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: