Pra cabá di bão nu Goiás

Goías é um distinto estado com a culinária típica do cerrado.

Empadão Goiano

Nada como uma pimenta caseira pra apimentar o legítimo empadão goiano.

Enquanto o Brasil inteiro come torta de frango, Goiás se superou e criou o Empadão Goiano. Massa fininha embaixo, mediana em cima e levemente queimada nas laterais. No recheio, frango desfiado, azeitona, pedacinhos de linguiça caseira e o ingrediente mais goiano de todos: GUEROBA, nome carinhoso em Goiás da Guariroba, aquele palmito amargo natural do cerradão.

Panelinha

A panelinha é um nome gourmet e recente de uma das mais deliciosas invenções da culinária goiana: uma espécie de risoto rústico, com arroz normal, carne ou frango e temperos a gosto como pimenta de cheiro, açafrão e claro, piqui.

Pamonha Goiana

Em São Paulo dizem que existe pamonha. Em Brasília também. Os mineiros também acham que sabem fazer. Mas em Goiás, a pamonha não é só a melhor do Brasil, como também é um evento social. Até hoje as famílias e amigos se juntam pra fazer pamonha. Inclusive as crianças participam, descascando o milho. Quem não tem tempo, sempre compra a pamonha pronta. Prova disso são as dezenas de pamonharias de Goiânia, sempre cheias. Os sabores mais pedidos são a pamonha de doce, a de sal e a pamonha mista, que vem com um pedacinho de linguiça dentro.  Na hora de comer, o ritual de desembrulhar a pamonha deixa qualquer goiano com água na boca. Como “tempero” extra, muito colocam leite no prato, junto à pamonha.

Biscoito de Queijo

O biscoito de queijo de Goiás é um dos  melhores do Brasil – Único e verdadeiro biscoito de queijo. Quem tem uma tia ou avó goiana sabe do que eu estou falando. Aquela massa crocante, que quebra e esfarela um pouco a cada mordida. Aquele interior mais molinho, amarelado por causa do ovo caipira. Se é bom saindo do forno, fica melhor ainda no dia seguinte, sempre acompanhado de uma caneca de café.

ARROZ COM PIQUI

arroz com piqui

 

Arroz com piqui

Nem todo mundo em Goiás gosta de música sertaneja. Mas quando a assunto é pequi, o estado é praticamente unânime: “Bão demais”.  O piqui é um fruto típico do cerrado e pode ser feito de várias formas, como no molho de frango, na panelinha e no arroz branco, que fica amarelinho e saboroso. Lembrando aos desavisados que não se pode morder um pequi, pois ele é recheado de espinhos que grudam na língua. A forma correta de comer é roendo sua camada amarela, sem se atrever a ultrapassar a camada mais dura.

“Existe até um ditado tipicamente goiano, que se refere a coisas impossíveis: “pó cabá cum pequi do Goiás”. Que significa algo como “pode acabar com os pequis de Goiás” que a pessoa em questão não deixa de fazer algo, por exemplo”.

Galinhada

Se a panelinha é uma comida típica de Goiás que vem ganhando força nas cidades turísticas e o arroz com pequi é para os paladares, digamos, mais acostumados aos sabores de Goiás, a galinhada é universal. Não sei onde foi inventada, talvez tenha sido até na China, mas de fato a galinhada de Goiás é insuperável, principalmente se comida embaixo de uma árvore do cerrado. Além de arroz e frango, uma galinhada típica de Goiás também pode levar umas lascas de pequi e gueroba.

Arroz com Rapa

Já viu que arroz é o que comanda entre as comidas típicas de Goiás. Mas a paixão do goiano pelo arroz é tão grande que ele muitas vezes é saboreado puro, de preferência se tiver a rapa. Mas o que é a rapa do arroz? Bom, quando o arroz queima de leve no fundo e gera uma camada levemente torrada e crocante, a goianada vai à loucura, chamando aquele arroz queimado de “rapa”. Isso porque ele geralmente fica grudado e é preciso raspar a colher pra tirar. Pode ter rapa na panelinha, no arroz com pequi e na galinhada, mas a rapa de arroz perfeita mesmo é a do arroz branco.

Carne com Quiabo

O quiabo pode ser renegado em boa parte do mundo, mas em Goiás ele é uma iguaria. Isso porque o molho de carne com quiabo é uma das melhores comidas típicas do estado. A receita é simples: cozinhe carne picada em cubos, tiras de quiabo e temperos apimentados.

 

VEM AI: A primeira expedição da Cerradania

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu do Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: