Atrações no cerrado do Maranhão

Activity in the cerrado of Maranhão. Rio Tocantins is the gateway to discover and explore an ecological treasure of Brazil, the National Park of the Chapada das Mesas.
The Chapada das Mesas has hills of great heights that had their surfaces planned by erosion, most of them suggest the format of tables.
There are many waterfalls, among the main ones of the Sanctuary, the Prata, Itapecuru, São Romão in Carolina and the Poço Azul and Encanto attractions in the neighboring municipality of Riachão.

Localizada no sul do Estado do Maranhão, a cidade de Carolina está a margem direita do rio Tocantins é o portal de entrada para conhecer e explorar um tesouro ecológico do Brasil, o Parque Nacional da Chapada das Mesas, onde encontramos diversas cachoeiras, corredeiras, riachos, morros e montanhas de arenito. A cidade fica na divisa com o Tocantins, ao Sul do estado, em uma altitude média de 148 metros, do outro lado encontramos a cidade de Filadélfia que também é cortada e banhada pelo rio Tocantins, oferecendo praias belíssimas. Carolina é banhada por 22 rios perenes, entre eles está o Rio Tocantins, Rio Lajes, Rio Farinha, Rio Itapecuru, Rio Manoel Alves, Rio Sereno, além de diversos riachos e córregos que cortam a sede e o interior do município.

O clima  é tropical com duas estações bem distintas: uma seca e outra chuvosa. A pluviosidade média anual é de aproximadamente 1.600mm, concentrada entre novembro e abril, trata-se de um clima tropical quente e seco, as temperaturas oscilam entre 23 a 30 graus na maioria do ano. Mas na época da seca o turista pode pegar até 40 graus.

cachoeira-da-caverna

Cachoeira das cavernas – Maranhão- Cerrado- Brasil

A maioria das áreas do município é considerada plana com leves acentuações, possui também áreas com declives elevados. O solo é Arenoso e argiloso. Dispõe ainda de cânions, cavernas e formações rochosas (Platôs – bloco de rocha arenítica) que lembram esculturas.

O pico mais alto do município é o Morro do Chapéu (365 metros). Com predominância de cerrado, o município ainda concentra matas de Caatingas, Chapadas, Várzeas e Brejos. Os campos são encontrados em menor número. Há também nos baixões existência de madeira de lei como: aroeira, pau d’arco, tamburi, angelim, jatobá, cedro, sucupira, etc.

Camaçari e Canjirana são encontradas nas matas ciliares. São plantas extrativas: piqui, bacuri, buriti, bacaba, caju, açaí, cajá, etc.

Carolina consolidou-se como destino de ecoturismo há menos de duas décadas. O Parque Nacional da Chapada das Mesas é constituído de formações rochosas como o Morro do Chapéu, Morro do Dedo, Morro Do Gavião, Portal da Chapada, Morro do Macaco e muitos outros cenários de muita beleza.

A Chapada das Mesas recebeu esse nome por possuir morros de grandes alturas que tiveram suas superfícies planificadas pela erosão, a maioria deles lembrando o formato de mesas, e tem como atração turística o turismo ecológico com suas lindas paisagens naturais. São muitas cachoeiras, entre as principais a do Santuário, a da Prata, Itapecuru, São Romão em Carolina e as atrações Poço Azul e Encanto no município vizinho de Riachão.

A culinária local é rica e bem diversificada onde destacam-se os pratos a base de peixe de água doce como: surubim no leite de coco e pirão, pacu, tambaqui e tambacu fritos, assim como a carne de sol com macaxeira frita e a galinha caipira ao molho pardo. Entre as frutas regionais encontramos o cupuaçu, araçá, cajá, maracujá, manga, cajú, bacuri, buriti, pitomba, murici, coco entre outros, além dos famosos doces caseiros, de casca de laranja, tijolo de jaca, manga, buriti, bacuri e banana passa.

Experimente o Grolado de puba – Prato feito com “puba”, uma farinha derivada da mandioca; Peixe ao leite de coco; Paçoca de carne seca – Preparado com carne seca e farinha de mandioca que são misturados e batidos em um pilão; Mangulão ou bolo de roda – Caracterizado pelo seu formato redondo, é feito à base de mandioca e leite; Bolo frito de tapioca; Anel de bispo – Bolo salgado com formato de anel feito à base de tapioca; Bolo de arroz; Bolo de Puba e Língua de mulata.

Em Carolina são várias as manifestações do imaginário popular mantêm acesa a chama da herança cultural local, passada de geração em geração. Os mais conhecidos são as lendas de antigas aldeias indígenas que habitavam o local, o Bumba meu Boi, a Matita Pereira e mais atual o aparecimento de objetos não identificados,  um prato cheio para os admiradores da ufologia.

A qual Viagem entrevistou uma das principais operadoras turísticas da região. A Cia do Cerrado tem uma equipe direta e indireta de mais de 10 colaboradores. O empresário Vilmar Dilberti Leiber é o Diretor executivo da empresa que apostou no turismo local e hoje tem atua em três segmentos diretamente ligadas ao turismo, hotel, restaurante e operadora.

A Cia do Cerrado começou há mais de 25 anos e opera roteiros de 4 a 10 dias;  Dentre os roteiros oferecidos, o mais indicado é o Três Encantos que inclui o Mirante da Chapada das Mesas, passeio de barco pelo Rio Tocantins com o pôr-do-sol.  São mais de 25 anos trabalhando para divulgar e consolidar o destino.

Segundo Vilmar, falta ainda uma maior visibilidade para a região e uma melhor logística para o setor aéreo. Faltam opções de mais voos regionais, para melhorar a chegada e o deslocamento de turistas de vários destinos brasileiros.

“Temos de começar a operar urgentemente o aeroporto de Carolina e iniciar a divulgação de Araguaina como outra porta de entrada pra nossa região turística. Não podemos depender exclusivamente dos voos de Imperatriz, que já tem ótima ocupação para os passageiros executivos”, afirma.

Ele comenta ainda que é importante realizar um trabalho mais coletivo, Regionalizar o turismo e fortalecer as parcerias entre os principais destinos regionais.

Vilmar também chama a atenção para o grande potencial do lago formado pelo represamento do Rio Tocantins. Segundo ele, ainda faltam bons projetos para diversificar ainda mais as opções turísticas que o lago pode oferecer. Turismo náutico, praias, esportes aquáticos podem ampliar ainda mais as opções para os visitantes.

Saiba mais: ciadocerrado.com.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva .

 

About cerradania

Operário das letras, Comunicador e Idealizador da Cerradania, Palestrante,Professor. Letterman, Communicator and Idealizer of Cerradania, Speakers,Teacher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede MAIS Vida no Cerrado

O berço das águas corre perigo

biomas do cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

WWF - Latest

Citizenship actions in the Cerrado biome

ISPN

Citizenship actions in the Cerrado biome

Cerratinga

Citizenship actions in the Cerrado biome

Rede Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Citizenship actions in the Cerrado biome

Museu Virtual de Ciência e Tecnologia – Cerrado

Citizenship actions in the Cerrado biome

Day by Day the Farm Girl Way...

Simple life on a little piece of land.

Cerradania

Citizenship actions in the Cerrado biome

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

%d blogueiros gostam disto: